COMUNICADO

comunicado covid

II Marcha Contra o Trabalho Infantil reúne milhares de pessoas em Belém

O objetivo da ação foi mobilizar a sociedade e promover a conscientização sobre a necessidade de erradicação do trabalho infantil.

Milhares de pessoas participaram na manhã deste domingo (1) na II Marcha de Belém Contra o Trabalho Infantil. O objetivo da ação foi mobilizar a sociedade e promover a conscientização sobre a necessidade de erradicação do trabalho infantil. A Marcha teve início na escadinha da Estação das Docas, passando pela avenida Presidente Vargas até ao Largo do Redondo, na avenida Nazaré.

Dados mais recentes mostram que quase 2,5 milhões de crianças e adolescentes entre 5 e 17 anos estão trabalhando no Brasil, de acordo com um levantamento feito pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e apresentado em 2016. No Pará são 168 mil meninos e meninas submetidas a essa condição. 

A Marcha é uma iniciativa da Justiça do Trabalho da Oitava Região, por meio da Comissão de Combate ao Trabalho Infantil e Estímulo à Aprendizagem, em parceria com o Ministério Público do Trabalho (MPT) e o Fórum Estadual de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil e demais órgãos ligados à assistência de jovens e crianças. A primeira marcha ocorreu em 2015 e levou cerca de 30 mil pessoas às ruas da capital paraense.

É preciso conscientizar a sociedade sobre a “chaga social” que é o trabalho infantil, para que as pessoas denunciem e parem de achar que é normal. Precisamos fortalecer a luta contra o trabalho infantil”, afirmou a procuradora-chefe do MPT-PA/AP, Cintia Leão.

Foto Ascom TRT
Foto Ascom TRT

Foto Ascom MPT
Foto Ascom MPT

Foto 2 Ascom MPT
Foto 2 Ascom MPT

Foto 3 Ascom TRT
Foto 3 Ascom TRT

COORDINFÂNCIA

O MPT possui a Coordenadoria Nacional de Combate à Exploração do Trabalho da Criança e do Adolescente (Coordinfância), que tem como objetivo promover, supervisionar e coordenar ações contra as variadas formas de exploração do trabalho de crianças e adolescentes.

As principais áreas de atuação são a promoção de políticas públicas para a prevenção e a erradicação do trabalho infantil informal, a efetivação da aprendizagem, a proteção de atletas mirins, o trabalho infantil artístico, a exploração sexual comercial, as autorizações judiciais para o trabalho infantil doméstico, o trabalho em lixões, dentre outras.

Serviço

Ao presenciar uma situação de trabalho infantil, você pode fazer uma denúncia ao Conselho Tutelar de sua cidade, à Delegacia Regional do Trabalho mais perto de sua casa, às secretarias de Assistência Social, ao Ministério Público do Trabalho ou disque 100.

Foto 2 Ascom TRT
Foto 2 Ascom TRT

 

Ministério Público do Trabalho

Assessoria de Comunicação

Imprimir